Recursos «maravilhosos» para o desenvolvimento psicológico saudável do pequeno leitor

  • Sirleno Cristófano

Resumen

O “imaginário” tem uma conotação precisa em literatura; Este termo nos remete a um grande número
de conceitos ligado à imaginação, desde tempos remotos e desde a dinânica da poiesis. Para além do prazer e dos aspectos lúdicos, os contos de fadas e/ou contos maravilhosos têm um papel de grande importância simbólica, visto proporcionarem o desenvolvimento criativo e uma personalidade saudável na criança. Partindo disto, este artigo apresenta o importante diálogo existentes entre a «Literatura» e as «Tecnologias», no que diz respeito ao favorecimento da leitura destes tipos de narrativas, as quais proporcionam o desenvolvimento psicológico saudável da criança, funcionando assim, como “portas que se abrem para determinadas verdades humanas”.

Citas

CASTILLO, L. A. (2005): La publicación de trabajos científi- cos. Madrid: Horizonte.

BETTELHEIM, Bruno. (2006): A psicanálise dos contos de fa- das. Lisboa: Editora Bertrand.

CARVALHO, Bárbara Vasconcelos de.(1982): Literatura In- fantil: Estudos. São Paulo: Editora Edart.

COELHO, Nelly Novaes. (1980): A Literatura Infantil: História, Teoria, Análise. São Paulo: Editora Global.

HELD, Jacqueline.(1980): O Imaginário no Poder: as crianças e a literatura fantástica. São Paulo: Ed. Summus.

LAPLANCE, Jones. (1970): Vocabulário da Psicanálise. Lis- boa: Moraes Editores.

LAPLATINE, François; TRINDADE, Liana. (1986): O que é imaginário? São Paulo: Editora Brasiliense.

XIMENES, Sérgio.(2000): Minidicionário da Língua Portugue- sa. 2oed., São Paulo: Ediouro.

Publicado
2012-03-31
Cómo citar
Cristófano, S. (2012). Recursos «maravilhosos» para o desenvolvimento psicológico saudável do pequeno leitor. TecCom Studies, (3), 43-49. Recuperado a partir de http://www.teccomstudies.com/index.php?journal=teccomstudies&page=article&op=view&path[]=54
Sección
Artículos